COMPARTILHE:

[print-button target='#areaImpressao']

Ciência Hoje das Crianças


Conteúdo do Link: http://chc.org.br/quimica-no-chocolate/

Química no chocolate

Você também acha esse doce uma delícia? A ciência explica por quê

No laboratório do Sr. Q - 17-08-2012 Química Imprimir Pdf
Cacaueiro

Um dos principais componentes do chocolate é o cacau, fruto do cacaueiro (Foto: Wikimedia Commons)

Muita gente acha matemática difícil (o que é uma grande besteira), mas difícil mesmo é achar quem não goste de chocolate! Ao leite, meio amargo ou amargo, puro ou com castanhas, cada um tem a sua preferência. Até os cientistas! Alguns deles, vocês vão ver, gostam tanto de chocolate que resolveram levá-lo ao laboratório para investigar por que esse doce faz tanto sucesso.

O cacaueiro (Theobroma cacao) é uma planta nativa das florestas quentes e úmidas das Américas e já vem sendo cultivada em nosso continente há mais de dois mil anos pelos povos pré-colombianos, principalmente pelos Astecas (no México) e pelos Maias (na América Central). Eles torravam e moíam as sementes para produzir um líquido apreciadíssimo pelos ricos e nobres: o chocolate, é claro!

A nobreza europeia logo passou a apreciar o chocolate vindo das Américas. Na Europa, os espanhóis foram os únicos que produziram cacau (plantado em suas colônias) e chocolate até 1778, quando o cacaueiro começou a ser plantado em outras regiões pelos ingleses, holandeses e portugueses (Imagem: Wikimedia Commons)

Saiba mais sobre a história do chocolate.

Após a chegada dos espanhóis à América, o chocolate foi introduzido na Europa e logo fez sucesso. Lá, ele era bebido quente, com açúcar e temperado com especiarias.

O chocolate era consumido apenas como bebida (competindo com o café) ou na forma de doces até 1849, quando foi produzida a primeira barra de chocolate. De lá para cá, a fabricação foi aprimorada e deu ao chocolate muitas formas e sabores diferentes.

A primeira coisa que você nota quando abre uma barra de chocolate, aposto, é o delicioso aroma. A química explica: ele é formado por mais de 200 tipos de compostos voláteis, como 2-feniletanol, metilpirazina, fenilacetaldeído e ácido acético. Todos eles são produzidos enquanto as sementes de cacau são fermentadas e torradas.

Sementes de cacau no fruto e torradas

As sementes de cacau são retiradas do fruto (à esquerda), fermentadas, torradas (à direita) e moídas. A escolha do cacau a ser usado e os cuidados durante o processo de fermentação e torrefação influenciam bastante na qualidade final do produto (Fotos: Wikimedia Commons)

O chocolate também é rico em alcaloides, como a teobromina e a cafeína (que são estimulantes) e a feniletilamina – substância também produzida pelos nossos neurônios e que, ao ser ingerida, ativa a liberação de dopamina no cérebro, gerando uma sensação de felicidade. Quem fica feliz quando come chocolate levanta a mão!

Barras de chocolate

O chocolate é rico em feniletilamina, uma substância que ativa a liberação de dopamina no cérebro, causando sensação de felicidade (Foto: John Loo / Flickr / CC BY 2.0)

Saiba que a feniletilamina está presente em grande quantidade no cérebro de pessoas apaixonadas e, dizem os cientistas, seria uma das principais responsáveis por este estado de espírito. Mas, é claro, não adianta querer comer chocolate para ficar apaixonado: seria preciso comer uma quantidade tão grande que faria você engordar muito, ter cáries e acabar com uma baita dor de barriga.

Joab Trajano Silva, Instituto de Química, Universidade Federal do Rio de Janeiro
Desde criança, o autor da coluna No laboratório do Sr. Q pensava em ser biólogo. Mas, enquanto cursava a faculdade, descobriu que precisava de conhecimentos químicos para entender como os seres vivos funcionam. Juntou as duas coisas e foi ser bioquímico.

Comentários

Observação: Os comentários publicados abaixo foram enviados por nossos leitores e não necessariamente representam a opinião da Ciência Hoje das Crianças.

  1. Anna Elise disse:

    Levantar a mão?Eu vou é abrir a minha boca !!

  2. FLAVIA PEREIRA FERRAZ disse:

    O que voce acha melhor chc:CHOCOLATE ou SORVETE? Eu acho os dois

    • Erika disse:

      Eu amo a CHC!!
      vou contar como a conheci=::UM DIA EU TAVA NO QUARTO QUANDO VI UMA REVISTA CURIOSA,FUI VER E ERA A CHC!! LI UM POUCO E PENSEI “QUE LEGAL´´
      uma pena não poder ter dinheiro pra assinar 🙁
      Sera que podem ver isso como uma carta

  3. beatriz disse:

    parabens CHC

  4. nikiellen disse:

    eu gostei munto dessa historia e eu amo chocolate mimimii

  5. raquel disse:

    choco choco late amo chocolate e também em pó sabendo que o chocolatevei de uma fruta que eu amo ! sabe qual ? o cacal !maiis tem um mistério na minha região natal ! um bicho estranho pesquisem e veram . thau !

  6. walter disse:

    quem não gosta de chocolate

  7. Maria Clara Pessoa de Mello Freitas de Oliveira disse:

    Eu adoro chocolate agora que sei sobre ele gosto mais ainda!

  8. samuel disse:

    eu adoro chocolate

  9. thalita e jaqueline disse:

    AMAMOS CHOCOLATE NAO CONSEGUIMOS VIVER SEM CHOCK!!!!!!!!!!!!

  10. vinicius dos santos disse:

    o bola nao gostou disso

  11. douglas andre da silva moura disse:

    essa e a minha vida

  12. Raquel disse:

    eu gostei muito sobre essa reportagem e gosto muito da revista chc

  13. voce sabe do que e feito o chocolate

  14. giovanna disse:

    Love Brazil

  15. Jullyana disse:

    Eu adorei saber sobre a historia do chocolate. Acho que é muito facil para as crianças entenderem, e eu até levantei a mão quando perguntaram quem fica feliz comendo chocolate rsrs ‘ e achei muito interessante a parte que fala sobre a feniletilamina. Muito boa essa matéria chc , parabéns (:

    Escola Nazaré

    • lorena disse:

      Eu concordo com a leitora jullyana tambem achei a mesma coisa quando eu li. Acho que todo mundo deve gostar de chocolate. Nao tem como nao gostar kkk.
      Escola nazare
      6/11/12

    • giovanna disse:

      Quando aportou no México, em 1519, o conquistador espanhol Hernán Cortés teve uma grande surpresa.

      Em vez de ser recebido por hostis soldados aztecas, prontos a defender o seu território, ele foi coberto de presentes, oferecidos pelo imperador Montezuma.

      Para os nativos, Cortés era nada menos que Quetzacóatl, o deus dourado do ar que, segundo a lenda, havia partido anos antes, prometendo voltar algum dia.

      De acordo com a crença, Quetzacóatl tinha plantado cacaueiros como uma dádiva aos imperadores.

      Com a semente extraída da planta, acrescida de mel e baunilha, os aztecas confeccionavam uma bebida considerada sagrada, o tchocolat. Para o povo azteca, o ouro e a prata valiam menos que as sementes de cacau – a moeda da época.

      Dez sementes compravam um coelho; cem, uma escrava.

      De volta a Espanha, em 1528, Cortés levou consigo algumas mudas de cacaueiro, que resolveu plantar pelo caminho.

      Primeiro nas Caraíbas – no Haiti e em Trinidad – e, depois na África.

      Chegando à Europa, ofereceu a Carlos V um pouco da bebida sagrada azteca, o bastante para que o rei de Espanha ficasse extasiado.

      Não tardou que o tchocolat se tornasse apreciado por toda a corte. Graças às plantações iniciadas por Cortés, o seu país pôde manter o monopólio do produto por mais de um século.

      A receita, aprimorada com outros ingredientes (açúcar, vinho e amêndoas), era guardada em segredo pelos zelosos espanhóis.

      Apenas mosteiros previamente escolhidos eram autorizados a produzir o tchocoat, já com o nome espanhol chocolate.

      Pouco a pouco, porém, os monges passaram a distribuí-lo entre os seus fiéis.

      O chocolate era uma pasta espessa e de gosto amargo, apesar do açúcar que lhe haviam adicionado os espanhóis.

      Foi justamente para amenizar a inconveniência da massa granulada, difícil de digerir, que o químico holandês Conraad Johannes van Houten começou a interessar-se por um novo método de moagem das sementes. Em 1828, Van Houten inventou uma prensa capaz de eliminar boa parte da gordura do vegetal.

      Como resultado, obteve o chocolate em pó, solúvel em água ou leite e, conseqüentemente, mais suave e agradável ao paladar.

      Mas isso não era tudo. Faltava saber o que fazer com a gordura sólida que sobrava da prensagem.

      A resposta seria dada somente 20 anos depois, pela empresa inglesa Fry & Sons.

      Os técnicos da indústria adicionaram pasta de cacau e açúcar à massa gordurosa e confeccionaram a primeira barra de chocolate do mundo – tão amarga, porém, quanto a bebida que lhe deu origem.

      Tempos depois, o suíço Henri Nestlé (1814-1890) contribuiu para que o doce começasse a parecer-se com as tabletes de hoje. De uma das suas experiências resultou um método de condensação do leite, processo até então desconhecido, que seria utilizado em seguida por outro suíço, Daniel Peter (1836-1919).

      Fabricante de velas de sebo, Peter passou a interessar-se pela produção de chocolates quando percebeu que o uso do petróleo para iluminação estava, aos poucos, minando a sua fonte de renda.

      Por sorte, ele morava no mesmo quarteirão de Nestlé e, ao saber da sua descoberta, ocorreu-lhe misturar o leite condensado para fazer a primeira barra de chocolate de leite.

    • MARIANA VICTORIA disse:

      EU ACHIE MUITO INTERESANTE E GOSTOSO

  16. julia disse:

    deliciaaaaaaaaaaaaa

  17. marcia teixeira da silva disse:

    Amo chocolate e sou professora do colegio particular da policia em SP e estamos fazendo um pesquisa sobre o chocolate para feira cultural.Agradeço a ajuda constante de vcs

  18. maria clara disse:

    chocolate e´ uma delicia não e´?então qual é a diferença do chocolate branco para o preto

  19. layra disse:

    eu estudo na Escola EStadual Dr Julio mesquita e hoje trabalhei com as cartas q os leitores mandam para a revista,foi a aula mais divertida q eu tive,ja conhecia a revista mais nunca tinha entrado no site,amei o site e a revista tbm,sempre q precisar fazer pesquisas para a escola,o primeiro lugar q irei pesquisar sera no site da revista chc

  20. larissa e brenda disse:

    nos somos do 5ºanoE da escola Manoel Rodrigues e adoramos chocolate

  21. Gabrielly e Giovana disse:

    Somos do 5ºE,da escola Manoel Rodrigues.
    Gostamos muito da materia pois falou sobre chocolate, nós adoramos pois gostamos de chocalate.
    Beijos!!

  22. Gabriel Herique &gabriel silva matos disse:

    é muito gostoso o chocolate e eu doú meus parabens pro o autor do chocolate mais eu prefiro o chocolate branco mas eu gosto dos dois nós somos da escola estadual manoel rodrigues Mauá SP Maria Eneida sala: 13 5 ano E professsora Eunice
    OObrigado Gabriel Henrique e gabriel
    Até + um grande abraço..

  23. Biannca disse:

    eu amoooooooooo chocolate o meu preferido e o amargo amei oa quimica

  24. milena disse:

    Gostei muito parabens chc


Deixe o seu comentário!









Conteúdo Relacionado

string(31) "lightboxIframe link infografico"

Novidades

Cadastre-se para receber nossas novidades por e-mail.

Seu e-mail