COMPARTILHE:

[print-button target='#areaImpressao']

Ciência Hoje das Crianças


Conteúdo do Link: http://chc.cienciahoje.uol.com.br/na-cozinha-com-os-indios/

Na cozinha com os índios

Descubra como povos indígenas do Amazonas preparam as suas refeições!

Notícias - 28-01-2010 Arte e Cultura Imprimir Pdf

Que tal se o almoço hoje for quinhapira de tucunaré e a sobremesa, doce de cubiu? Não sabe que pratos são esses? Pois eis aí dois tipos de comida preparados por povos indígenas da região do Alto Rio Negro, que fica no Amazonas, na fronteira entre Brasil, Colômbia e Venezuela. Nesse local, vivem 21 grupos indígenas, cada um com língua, costumes e ritos próprios. Mais do que fonte de energia, os alimentos são parte da sua cultura. Então, vamos conhecer melhor a sua culinária?!

O cubiu é uma fruta típica da Amazônia (fotos: Reprodução do livro Comidas Tradicionais Indígenas do Alto Rio Negro).

 À caçada!

Em geral, os índios têm uma alimentação variada e equilibrada. A carne – seja de peixe ou de caça – é a sua principal fonte de proteínas. Os indígenas do Alto Rio Negro, por exemplo, costumam caçar a paca, a capivara e o caititu – animal conhecido também como porco-do-mato –, além de macacos e aves como o mutum. Já os xavantes, que vivem no centro-oeste brasileiro, em pleno cerrado, apreciam bastante a ema e outros animais desse bioma.

“A alimentação depende do ambiente onde o índio se encontra, e é por isso que povos indígenas diferentes possuem técnicas de caça e pesca diferentes”, explica a médica e antropóloga Luiza Garnelo, pesquisadora da Fundação Oswaldo Cruz, uma das autoras do livro Comidas tradicionais indígenas do Alto Rio Negro.

Mandioca para acompanhar

Faz parte ainda da alimentação indígena uma raiz que você deve conhecer: a mandioca! Ela pode ser consumida na forma de farinha ou como o principal ingrediente de uma receita pra lá de especial: o beiju! Massa feita de mandioca, geralmente servida em forma de disco, como acompanhamento nas refeições.

De pimenta a frutas

Na alimentação indígena também não faltam pimentas e frutas. Além de servir de tempero para diversos pratos, a pimenta é uma importante fonte de vitaminas e fibras para os índios. Como ela, as frutas também têm destaque na alimentação. No Alto Rio Negro, as mais consumidas são o açaí, o patuá, a pupunha, a bacaba, a banana, o abacaxi e outras frutas típicas da Amazônia, como o cubiu. Outro vegetal bastante utilizado é o caruru, erva daninha comestível que cresce nas roças de mandioca.

De pimenta a frutas

Na alimentação indígena também não faltam pimentas e frutas. Além de servir de tempero para diversos pratos, a pimenta é uma importante fonte de vitaminas e fibras para os índios. Como ela, as frutas também têm destaque na alimentação. No Alto Rio Negro, as mais consumidas são o açaí, o patuá, a pupunha, a bacaba, a banana, o abacaxi e outras frutas típicas da Amazônia, como o cubiu. Outro vegetal bastante utilizado é o caruru, erva daninha comestível que cresce nas roças de mandioca.

Pimentas e frutas marcam presença na alimentação dos índios do Amazonas.

Um jeito especial de fazer refeições

Os índios têm um jeito próprio de preparar os alimentos, que podem ser cozidos, assados ou defumados (ou moqueados). As frituras não têm muito espaço no cardápio. Para cozinhar, é usado um fogão feito com pedaços de madeira da roça.

Pelo menos duas vezes ao dia, as mulheres indígenas se reúnem para compartilhar seus alimentos com os outros habitantes da aldeia. Funciona assim: cada uma leva a comida feita na sua casa. As pessoas sentam-se em um grande salão e esperam com o prato na mão, enquanto os jovens da comunidade passam distribuindo a comida. “É uma demonstração de união e solidariedade, além de ser uma forma de garantir que todos possam comer daquela comida”, conta Luiza. Bacana, não?

Tradição que tem sido perdida

Mas, apesar de rituais como esse, algo preocupante está acontecendo com os índios que migram para as cidades: a substituição das comidas tradicionais por alimentos industrializados. Segundo Luiza, produtos como óleos para frituras e refrigerantes já foram incorporados à alimentação dos indígenas que vivem em áreas urbanas, o que faz com que muitas crianças fiquem afastadas da culinária das aldeias.

Por isso, aí vai um convite! Que tal ajudar a manter vivas as tradições indígenas? A CHC On-line separou uma receita deliciosa de mingau de banana madura, que você pode fazer aí na sua casa, com a ajuda de um adulto. Clique aqui e confira!

Camilla Muniz,

Comentários

Observação: Os comentários publicados abaixo foram enviados por nossos leitores e não necessariamente representam a opinião da Ciência Hoje das Crianças.

  1. Jennyfer disse:

    Ajudou um pouco no meu trabalho da escola mas nem tanto estava pedindo pra pesquisar receitas de origem indígena que ainda fazem parte do nosso cardápio.

  2. me ajudou muito no trabalho da escola

    • daniela disse:

      olha me ajudou bastante também … mas eles não esplicaram o bastante para nos ajudar
      nos trabalhos de casa . por exemplo eu queria saber se o açai é bastante vivenciado na cultura indigena .
      mas não me ajudou em nada , entao pensa e faz um elogio ou uma critica …

  3. wesley disse:

    voces poder minada a sua resiponta da minha revisita para mimi porder percutar paravoces que voces
    para nois te aventuras e romonse todos os dia todos voces poder mida a minha resiponta poder mida amanha a resiponta que eu deiu para voces
    abanso
    beijos
    ee; major alhor rosim
    assindo aluno wesley

  4. wesley disse:

    as suas reivista da recrio e muito legal meu teinho um mouti da reicreio e da chc das criansaa

  5. nicoly disse:

    por favor quais sao os nutrintes encontrados na fruta patua indijena

  6. ola pessoal da chc.eu quero falar que gostei muito das suas revistas,elas são muito legais e aprendi algumas coisas.queria que vocês fizessem uma revista com o tema de allbert einstein com o titulo (maluco não…genio).seria muito legal se fizessem isso

  7. laura pauline matos disse:

    esta pagina e muito boa e shol!!!!!!!!!!!
    e ela me ajuda nos estudos e deveres

  8. laura pauline matos disse:

    essa pagina e otima ´adoreiiiii´!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  9. leticia disse:

    eu achei maravilhoso esse trabalho muito legal

    • beatriz bianca boetto disse:

      ola chc sempre quis escrever para voces minha professora vive pedindo para mim escrever carta do leitor é chato estou no 5 ano a

  10. mabel oliveira disse:

    Adorei vocês club do rex é muito legal esse site e espero cada vez mais de vocês !!!!!

  11. Adriana Siqueira disse:

    Sou suspeita! Amo muito mais as coisas naturais as coisas industrializadas, dependendo tenho uma certa aversão, e com a carnes então tenho sérios problemas não é toda hora que consigo comer e também nem todo tipo como. Agora se tratando de um bom leite de soja, aqueles que vc faz ali na hora, um leitinho de gergelim ou semente de girassol, é muito bom e faz melhor que o leite de vaca, que afinal foi bem preparado pra dar ao bezerro, mas chegam os homens e roubam o leite do bebezerro. Mas é muito melhor a alimentação do índio do que a nossa aqui da cidade. Valeu!

  12. Adorei!!!!É Ótimo Saber Das Culturas Do País…O Que Acha???

  13. BEATRIZ disse:

    REX,DINA E ZIPER VCS PODEM FAZER UM TEMA SOBRE AS FRUTAS,LEGUMES E VEGETAIS?

  14. ingrid ayra garcia alves disse:

    Eu sou de Tupi paulita estudo na escola Ana Thereza Copetti Ferreira. tenho 9 nove anos e li uma revista muito legal *la vem os passarinho.Obrigado pessoal da CHC .

  15. matheus ribeiro muniz disse:

    *Muito Legal* essa pagina me ajudou mt na escola adorei continuem assim…

  16. eduardo disse:

    ola clube do rex espero suas respostas


Deixe o seu comentário!









Conteúdo Relacionado

  • Viagem cultural

    O trabalho do fotógrafo Jimmy Nelson leva você a algumas das tribos mais isoladas do mundo

    Acredita-se que o povo Huli viva na região de Papua Nova Guiné, na Oceania, há 45 mil anos. A cultura ancestral de pintar o rosto e os corpos, assim como elaborar penteados incrementados, tem grande importância e serve para intimidar os inimigos (Foto: © Jimmy Nelson Pictures BV, www.beforethey.com)
  • História de um violeiro

    Documento ajuda a desvendar que tipo de música as pessoas ouviam no Brasil colonial

    Figura de um violeiro, em um painel residencial mineiro do século 18, exposto no Museu Histórico Regional de São João del-Rei, em Minas Gerais (Imagem: Divulgação/Unesp/Paulo Castagna)
  • Saudoso poetinha

    Saiba mais sobre a vida e a obra de Vinícius de Moraes, que completaria 100 anos este mês

    Vinícius de Moraes
string(31) "lightboxIframe link infografico"

Como o homem chegou às Américas?

Novidades

Cadastre-se para receber nossas novidades por e-mail.

Seu e-mail

Twitter