COMPARTILHE:

[print-button target='#areaImpressao']

Ciência Hoje das Crianças


Conteúdo do Link: http://chc.cienciahoje.uol.com.br/colorindo-o-espaco/

Colorindo o espaço

Belas imagens são criadas a partir de fotos cinza e sem graça captadas pelos telescópios

Notícias - 28-02-2012 Astronomia Imprimir Pdf

As imagens de planetas, galáxias e nebulosas costumam ser lindas, uma verdadeira explosão de cores vivas, não é? Mas – acredite se quiser! – as fotografias tiradas pelos telescópios óticos não têm cor. São, na verdade, em tons de cinza.

Acredite se quiser, as coloridas fotos astronômicas são formadas pela junção de mais de uma foto que registra a luz de diferentes cores (Fotos: ESO)

Você deve estar se perguntando de onde vêm, então, as cores das imagens de espaço estampadas em livros e jornais. Não desanime com a resposta, mas as cores são colocadas depois, em programas de computador para edição de imagens.

Isso não significa que os astrônomos escolhem suas cores favoritas para pintar as fotos do espaço. O processo de colorir tenta aproximar as imagens do que veríamos com nossos olhos caso pudéssemos viajar até as regiões mais distantes do universo.

“As imagens coloridas do espaço não são como as fotos que tiramos em casa, mas são muito próximas da realidade, pois todo o processo é científico”, diz o astrônomo Marcos Diaz, da Universidade de São Paulo (USP).

Os telescópios não são como as câmeras fotográficas normais, que captam muitas cores em uma só foto. Eles só conseguem captar, por meio de filtros, a intensidade de um tipo de luz – é como se você tivesse uma máquina fotográfica que captasse apenas a luz vermelha, por exemplo, ou a azul, deixando as outras de lado.

Para criar uma imagem que se pareça com a realidade, os astrônomos precisam tirar várias fotos de um mesmo objeto com o telescópio. Cada foto registra, em cinza, a intensidade da luz de uma cor. Depois disso, eles juntam todas as fotos em um programa de computador e atribuem uma cor para cada uma delas. Quando colocadas uma por cima da outra, elas formam a bela imagem colorida que estamos acostumados a ver por aí!

Confira, abaixo, o vídeo que mostra como foi criada a imagem de uma galáxia a partir de fotos tiradas pelo telescópio Hubble:

Sofia Moutinho, repórter do Instituto Ciência Hoje
Curiosidade é meu lema! Desde pequena busco respostas para as perguntas mais intrigantes. Melhor que estar por dentro da ciência, só compartilhar com vocês esse conhecimento!

Comentários

Observação: Os comentários publicados abaixo foram enviados por nossos leitores e não necessariamente representam a opinião da Ciência Hoje das Crianças.

  1. izabela disse:

    nossa isso e muito chato


Deixe o seu comentário!









Conteúdo Relacionado

  • Céu claro e úmido

    Cientistas conseguem analisar a atmosfera de pequeno planeta fora do Sistema Solar

    No exoplaneta HAT-P-11b, representado na ilustração, cientistas encontraram pela primeira vez água fora do Sistema Solar. (foto: NASA / JPL-Caltech)
  • Tocando estrelas

    Planetário apresenta constelações a deficientes visuais por meio do tato

    Se você estivesse embaixo da semiesfera e olhando para cima, seria assim que veria a representação do céu. (foto: Cláudio Luiz Carvalho)
  • Exo.. quem!?

    O que você sabe sobre os misteriosos planetas que existem fora do Sistema Solar?

    O Planeta Kepler 22-b talvez possua um denso oceano e foi o primeiro a ser descoberto na zona habitável, ou seja, a área ao redor de uma estrela em que não é nem muito quente nem muito fria para impossibilitar a existência de vida (Imagem: Nasa)
string(31) "lightboxIframe link infografico"

Infográfico Água

Novidades

Cadastre-se para receber nossas novidades por e-mail.

Seu e-mail

Twitter