COMPARTILHE:

[print-button target='#areaImpressao']

Ciência Hoje das Crianças


Conteúdo do Link: http://chc.org.br/betty-a-devoradora-de-linguas/

Betty, a devoradora de línguas

No mar Mediterrâneo, é cada vez mais comum este parasita, que se instala dentro da boca dos peixes

Notícias - 19-03-2012 Bichos Imprimir Pdf
Parasita dentro da boca de um peixe

Betty é o apelido deste pequeno parasita que se instala na boca dos peixes (Foto divulgada pelos pesquisadores na revista Biological Journal of the Linnean Society)

A CHC Online hoje quer apresentar a pequenina Betty, essa criaturinha meiga da foto, escondida dentro da boca escancarada do peixe. Ela pode parecer fofa e inofensiva, mas não se engane – ela tem um péssimo e sanguinário hábito: adora comer línguas.

Calma, não precisa gritar de medo nem fechar a boca correndo. Esse parasita, conhecido como Ceratothoa italica, mas apelidado pelos cientistas de Betty, gosta mesmo é de devorar línguas de peixe. No mar, ela penetra pelas brânquias de animais jovens, se aloja e cresce dentro de suas bocas, alimentando-se de sangue e da própria língua do bicho.

A história parece saída de um filme de ficção científica bem aterrorizante. Porém, um estudo realizado no mar Mediterrâneo mostrou que essa espécie comedora de língua tem se tornado mais comum entre os peixes da região. O caso é mais grave nas áreas onde há mais pesca, já que elas possuem uma proporção maior de peixes jovens, que são mais vulneráveis ao parasita.

Na pesquisa, os cientistas analisaram duas áreas no mar Mediterrâneo: uma região de proteção ambiental na Espanha e outra muito afetada pela pesca excessiva, na Itália. Na primeira, 30% dos peixes tinham suas línguas substituídas pelo parasita. Pode parecer muito, mas é menos do que o resultado obtido na outra área, onde quase metade (47%) dos animais analisados registrou a presença da turma da Betty morando em suas bocas.

Os biólogos garantem que a C. italica não representa risco para o homem, mas explicam que pode prejudicar o crescimento e a condição geral dos peixes, em especial nas áreas mais impactadas pela pesca. Depois de saber disso tudo, talvez seja melhor os peixes nadarem de boca fechada no Mediterrâneo por um tempo…

Marcelo Garcia, repórter do Instituto Ciência Hoje
Sou um curioso apaixonado por ciência e adoro quadrinhos e ficção científica. Quase virei cientista, mas preferi me dedicar a mostrar pra todo mundo que a ciência está em tudo ao nosso redor!

Comentários

Observação: Os comentários publicados abaixo foram enviados por nossos leitores e não necessariamente representam a opinião da Ciência Hoje das Crianças.

  1. eudilenio disse:

    ela penetra pelas brânquias e nao pela boca entao essa piadinha no final ai nao pego . kkkk da zero pra ele

  2. Thiago Anconi disse:

    Aqui na Bahia, Agente faz farofa com esse bicho.

  3. Oswaldo Duarte Filho disse:

    Gosto de pescar aqui na minha cidade Praia Grande e já peguei alguns peixes com este tipo parasita.
    Esta praga deve estar se espalhando pelo mundo.
    E normal ver grande quantidade de barcos passando rede, muitas vezes bem próximo da praia, não respeitando a distancia minima.

  4. Malicia disse:

    Que maldade…… nunca mais como peixe….

  5. Rodrigo disse:

    Deveria dar na boca da corrupção do pais Brasileiro!!!

  6. Cris disse:

    Meu Deus!!! tem alguma coisa muito errada nas águas do mar!!

  7. honneur disse:

    Esse parasita é muito comum nos peixes dos rios brasileiros. Ele tem até uma preferência: praticamente todo peixe-cachorro (também conhecido como “cachorra”) tem de um a três parasitas assim em sua boca.

    • Carlos Vilela disse:

      realmente este parasita gosta de peixe cachorra,já peguei dois deles no peixe que pesquei aqui em Goiás no rio corumbá III e corumbá IV.

  8. JOrge disse:

    Deveria dar na boca de politicos. kkkk

  9. Alexandre disse:

    A conclusão que chego é que peixe não sabe cuspir!

  10. Pamela disse:

    Dúvidas: Depois que o parasita come a lingua do peixe, ele sai em busca de outro peixe ? E o peixe sem lingua, morre por não conseguir se alimentar ? Sabe se este processo gradual de perda da lingua causa dor ao peixe? Se o ser humano se alimentar, sem perceber, de um peixe infectado por este parasita, o que essa ingestão causaria?

    • Tancredo Oliveira disse:

      ele nao sai para procurar outro peixe e tambem nao mata o peixe em que ele se aloja, o peixe fica sem lingua e a partir dai o parasita se torna a lingua dele, o pa\rasita começa a se alimentar da comida dos peixes, fica la ate o peixe morrer por mortes naturais ou por serem pescados, isso incomoda muto o peixe mas nao chegar a ser uma vida de dores pois depois que ele come a lingua ele fica ali no lugar e a lingua ja se sara.

  11. voniel disse:

    Já vi um treco dece achei muito nogento ele estragou minha pescaria .joguei todos os peixes q tinha pescado no mato ,pegue, aolco joguei nele taquei fogo.encontre ele quando tava limpando os peixi não percebir de onde ele saiu .foi no norte do estado do tocantins na chacara da minha mâe.

  12. Thiago disse:

    Se ela entra pelas brânquias, de que adianta nadar de boca fechada? 🙂

  13. Ale disse:

    Os peixes sem os parasitas são sogras…

  14. mibis disse:

    ta vendo galera por isso que eu digo escovem bem os dentes e vão ao dentista periodicamente ou vao ter um parasita na boca

  15. Marcelo disse:

    Esse bichinho existe nos rios brasileiros também, e mora dentro da boca de um peixe que os pescadores chamam de “peixe-cigarra”. Já vi muitos desses nos rios Sapucaí e Rio Grande, no Sul de MG.

  16. lucas disse:

    muito louco vei

  17. edivaldo moraes disse:

    bom isso pode ser util pra os fofoqueiros de plantão!

  18. Nay disse:

    nossa o peixe deve ter algum dano com isso, ele precisa da lingua para se alimentar? nossa coitado 🙁
    bixinho do mal!

  19. Gabriela Martins Garcia disse:

    que estranho!!! nunca vi nada igual na minha vida.

  20. william lima de almeida disse:

    mizericordia

  21. sarah disse:

    eca !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!


Deixe o seu comentário!









Conteúdo Relacionado

  • Peixões ou peixinhos

    Desmatamento na Amazônia pode levar à redução do tamanho dos peixes que vivem na região

    O desmatamento tem consequências não apenas para as árvores e outras plantas, mas para os animais também: peixes amazônicos podem estar diminuindo de tamanho por causa dele. (foto: Paulo Ilha)
  • Muito prazer, eu sou o tapiti!

    Nesta páscoa, conheça uma espécie de coelho diferente, encontrada em várias partes do Brasil

    Bicho de hábitos noturnos, o tapiti é menor do que as espécies de coelho mais conhecidas, como a lebre europeia. Seus olhos são escuros, mas, nesta imagem, parecem vermelhos por causa do flash da máquina fotográfica (foto: Luciano Leone).
  • O pulmão dos celacantos

    Embora respirem apenas pelas brânquias, esses peixes têm pulmão – entenda o que isso nos diz sobre seus antepassados

    (i)Latimeria chalumnae(/i) vive entre 110 e 400 metros de profundidade em ambientes rochosos. O animal pode chegar a dois metros de comprimento. (foto: Laurent Ballesta / www.andromede-ocean.com / www.blancpain-ocean-commitment.com)
string(31) "lightboxIframe link infografico"

Novidades

Cadastre-se para receber nossas novidades por e-mail.

Seu e-mail